Open

          

05/05/2016. Quinta-feira. 6ª Semana da Páscoa


Cor litúrgica: Branco

Ponto de partida

Hoje, a boa-nova de Jesus ultrapassa barreiras e chega a todos os povos, graças ao testemunho dos apóstolos e dos primeiros cristãos, que suscita a alegria da fé no Ressuscitado.  Com isso, nota-se que, embora entristeça os discípulos, a morte de Jesus é benéfica e fecunda, uma vez que nos possibilita vislumbrar uma presença nova do Cristo ressuscitado - sinal do poder e da salvação que vem de Deus - princípio e fundamento de nossa fé.

Oração inicial

Ó Deus, que fizestes o vosso povo participar da vossa redenção, concedei que nos alegremos constantemente com a ressurreição do Senhor. Que convosco vive e reina, na unidade do Espírito Santo. Amém!

Liturgia da Palavra

1ª leitura: Atos 18, 1-8

Salmo responsorial: 97 (98)

Evangelho: João 16, 16-20

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: “Ainda um pouco de tempo, e já me não vereis; e depois mais um pouco de tempo, e me tornareis a ver, porque vou para junto do Pai”. Nisso alguns dos seus discípulos perguntavam uns aos outros: “Que é isso que ele nos diz: ‘Ainda um pouco de tempo, e não me vereis; e depois mais um pouco de tempo, e me tornareis a ver?’ E que significa também: ‘Eu vou para o Pai?’” Diziam então: “Que significa este pouco de tempo de que fala? Não sabemos o que ele quer dizer”. Jesus notou que lho queriam perguntar e disse-lhes: “Perguntais uns aos outros acerca do que eu disse: ‘Ainda um pouco de tempo, e não me vereis; e depois mais um pouco de tempo, e me tornareis a ver’. Em verdade, em verdade vos digo: haveis de lamentar e chorar, mas o mundo se há de alegrar. E haveis de estar tristes, mas a vossa tristeza se há de transformar em alegria”. Palavra da Salvação.

Apenas um breve comentário...

Um véu de tristeza se estende sobre o rosto e sobre o coração dos discípulos porque os discursos de Jesus têm uma tonalidade de adeus. Na realidade, ele tinha empregado uma fórmula enigmática: "Ainda um pouco e não me verão; um pouco ainda e me verão”. A frase descreve o futuro que depois de poucas horas se teria aberto diante de Cristo.

Ele se afastará por um pouco de tempo: é o tempo da Paixão e morte. Mas depois o voltaremos a ver: é a ressurreição sucessiva que o manifestará como o Vivente para sempre. Por tal motivo, conclui Jesus, os discípulos provarão um sofrimento áspero, mas esse será logo dissolvido e se mudará em alegria.

Assim, vemos que a linguagem enigmática de Jesus deixava confusos os discípulos. Estando para concluir seu ministério, referia-se a um tempo de separação, seguido de um tempo de reencontro. Falava em ir para o Pai. No ar, pairava algo de abandono, de ruptura. Os discípulos não se sentiam preparados para enfrentar esta realidade. Também não estavam em condições de compreender o que se passava com Jesus.

No entanto, o pano de fundo das palavras de Jesus tem a ver com o destino de morte e de ressurreição que o esperava. O tempo da não-visão corresponderia à experiência de morte a ser enfrentada por ele. Sem o apoio de sua presença, a comunidade ficaria exposta à tristeza, à confusão, e à zombaria do mundo.

Todavia, julgando ter alcançado seu objetivo de eliminar o Filho de Deus, seus inimigos teriam motivos para se alegrar com o desespero dos discípulos.

Desta forma, nota-se que o tempo da visão correspondia à Páscoa. Momento de reencontro do Senhor com sua comunidade, sem as limitações do tempo e do espaço. E, por isso, motivo de alegria para os discípulos. Pelo contrário, tempo de tristeza para o mundo, que verá frustrados todos seus intentos de eliminar o Filho de Deus. Ver-se-á derrotado, quando pensava ter sido vitorioso.

Deste modo, a convicção no leva a afirmar que a alegria sucede à tristeza, pois ela é o ponto de chegada para o discípulo que sabe compreender o sentido da morte de Jesus, e se prepara para acolhê-lo na Ressurreição.

Louvado seja Deus!

Oração final

Deus eterno e todo-poderoso, que, pela ressurreição de Cristo, nos renovais para a vida eterna, fazei frutificar em nós o sacramento pascal e infundi em nossos corações a fortaleza desse alimento salutar. Por Cristo, nosso Senhor. Amém!

Paz a todos vós que sois de Cristo!

Clique na imagem abaixo e conheça as Apostilas Teologia Fé e Vida

Visite nosso Ambiente Virtual de Aprendizagem

Cursos Livres Online de Formação & Capacitação em diversas áreas do conhecimento Religioso:

Teologia - Filosofia - Cristologia - Mariologia - Liturgia. Formação e Capacitação de Ministros Extraordinários, e muito mais...

Informamos a todos que nos visitam que, em breve, estaremos disponibilizando diversos Cursos Livres Online (EaD) de Formação e Capacitação em diversos níveis do Conhecimento: Religião, História, Filosofia, Teologia etc. Em Ambiente Virtual de Aprendizagem onde se poderá navegar por vários cursos com aulas, carinhosamente, elaboradas e preparadas por uma equipe de Professores, Teólogos, Historiadores e Mestres nas áreas de todos os campos do conhecimento que aqui se propõe ensinar.

Portanto, aguarde, pois, em breve as matrículas estarão abertas. Não perca esta oportunidade de aprimorar seus conhecimentos no campo da religião. Curso para Ministros Extraordinários: Palavra e Eucaristia, Acólitos, (Coroinhas), Formação de Catequistas, Formação Litúrgica e muito mais.Com direito a Certificado e tudo mais. Aguardem! e, para mais informações , por favor, entre em contato: cursosfeevida@gmail.com  Clique aqui e saiba mais, ou, se preferir obter mais informações, por favorClique aqui.

 

top