Open

          

Clique, Acesse e Curta!

 

Aproveite e envie-nos uma mensagem!

Conheça o Ceted/Saber Cursos

24/12/2013: Natal do Senhor - Missa da noite


Lc 2,1-14.

UM NATAL A MAIS, UM NATAL A MENOS

            Um Natal é uma data marcada pela esperança. Por uma esperança que se faz na história humana. È isso o que celebramos nesta festa, aquilo que nós cristãos denominamos com um termo que, paradoxalmente, parece abstrato, apesar de designar o fato mais concreto possível: a Encarnação.

            Isaías, o grande profeta do período natalino, lembra-nos que “o povo que andava nas trevas viu uma grande luz” (9,1). Essas trevas talvez se encontrem nos nossos dias na enorme pobreza em que vive a grande maioria da humanidade, na crescente distância entre nações e pessoas que dispõem da maior parte dos recursos do planeta, e os povos e pessoas que a ordem econômica internacional exclui cada vez mais do acesso aos bens mais elementares do mundo.

            Mas, para dizer a verdade as reais trevas não estão aí, no fato, mas naquilo que o provoca. Essa situação é a conseqüência de uma escuridão mais profunda. A raiz dela – não a causa única -  está no esquecimento da dignidade humana dos pobres e da sua condição de filhas e filhos de Deus. Isto vale também, é claro, para aqueles que vivem nos países pobres indiferentes aos seus próprios povos. Falar de pobreza é descrever um estado de coisas, falar de injustiça é qualificar moralmente o assunto. A injustiça constitui, de fato, o núcleo – se assim podemos nos expressar – da escuridão à qual nos referíamos.

            Quando a escuridão é maior, um fósforo aceso, uma faísca, um vaga-lume assumem um alcance inusitado e podem nos tirar de apuros. Por alguns instantes permitem que vejamos os nossos rostos; saber que estamos aqui, perceber que os rostos parecem menos deprimidos e temerosos do que as trevas nos faz pensar, sentir os olhares que nos induzem ao diálogo e à colaboração. Isso anima-nos a acender outras luzes e a romper a incomunicação. É o que muitos têm feito nestes anos, em que uma maior consciência da marginalização e da exclusão de tantas pessoas tem sido assumida. Esses esforços têm despertado – ou feito ver, que neste caso é a mesma coisa – as enormes reservas de solidariedade e de coragem que há em numerosos rincões da humanidade.

            As incontestáveis pessoas que tanto nos países ricos como nos pobres procuram dar um testemunho cristão criando organizações de solidariedade e grupos de defesa dos direitos humanos, enfrentando um sistema econômico que exclui os mais fracos da sociedade, assumindo gestos de amizade face aos esquecidos deste mundo, são sinais de luz em meio à escuridão.

            São as pequenas, mas contagiosas, luzes que iluminam tenuemente com sua entrega e solidariedade uma noite espessa. A luz não está no fim do túnel, encontra-se no mesmo túnel, nas pessoas que por ele transitam. A elas toca iluminá-lo; mais ainda, fazer cair os seus muros e seu teto, para que deixe de ser um caminho obrigatório e opressivo e se converta numa larga, franca, luminosa e livre avenida que nos conduza ao “direito e à justiça”, e nos prepare para recebermos p “Príncipe da Paz” (Is 9,5-6): Jesus de Nazaré, “alegria para todo o povo” (Lc 2,10).

            Se a espera do Senhor nestes dias acende os nossos corações, se respondermos com o nosso compromisso e solidariedade ao dom de amor que Deus nos proporciona no seu Filho, iremos nos transformar em vaga-lumes que irão transformar pouco a pouco as trevas ameaçadoras numa noite humana, repousante e luminosa. Dessa forma vamos fazer com que a esperança de ver “uma grande luz” comece a se transformar em realidade, numa esperança encarnada, como Jesus que renasce entre nós. Nesse caso ela terá sido mais um Natal no qual a nossa esperança e a nossa alegria vão crescer. Se voltarmos atrás em virtude de egoísmos ou simplesmente por medo, este será um Natal a menos nas nossas vidas.

Visite nosso Ambiente Virtual de Aprendizagem

Cursos Livres Online de Formação & Capacitação em diversas áreas do conhecimento Religioso:

Teologia - Filosofia - Cristologia - Mariologia - Liturgia. Formação e Capacitação de Ministros Extraordinários, e muito mais...

Informamos a todos que nos visitam que, em breve, estaremos disponibilizando diversos Cursos Livres Online (EaD) de Formação e Capacitação em diversos níveis do Conhecimento: Religião, História, Filosofia, Teologia etc. Em Ambiente Virtual de Aprendizagem onde se poderá navegar por vários cursos com aulas, carinhosamente, elaboradas e preparadas por uma equipe de Professores, Teólogos, Historiadores e Mestres nas áreas de todos os campos do conhecimento que aqui se propõe ensinar.

Portanto, aguarde, pois, em breve as matrículas estarão abertas. Não perca esta oportunidade de aprimorar seus conhecimentos no campo da religião. Curso para Ministros Extraordinários: Palavra e Eucaristia, Acólitos, (Coroinhas), Formação de Catequistas, Formação Litúrgica e muito mais.Com direito a Certificado e tudo mais. Aguardem! e, para mais informações , por favor, entre em contato: cursosfeevida@gmail.com  Clique aqui e saiba mais, ou, se preferir obter mais informações, por favorClique aqui.

 

Visite Nossa Loja Virtual

            

top