Open

          

O Natal



 

Natal

Em cada ano, em 25 de Dezembro, a comunidade cristã celebra o Natal do Filho de Deus, preparado por quatro semanas de Advento e prolongado pela oitava do Natal, até 1 de Janeiro, e o resto do Tempo do Natal, até ao domingo seguinte à Epifania, o domingo do Baptismo do Senhor. 

As origens do Natal não são muito conhecidas. Assim como, no Oriente, no século IV, surgiu a festa da Epifania em 6 de Janeiro que, de imediato, passou ao Ocidente, assim também, em Roma, no século IV, surgiu o 25 de Dezembro como festa do Natal do Senhor, que cristianizava e substituía, ao que parece, as festas pagãs do «Sol invicto»: ao Sol cósmico, que já começa a triunfar sobre o Inverno e a noite, substitui-o, como motivo de festa, o Sol que nasce das alturas, Jesus Cristo.

O primeiro testemunho desta festa encontra-se no Calendário Filocaliano, no ano 354: «octavo kalendas ianuarii, natalis (solis) invicti, natus Christus in Bethlem Iudae». Testemunhos de São João Crisóstomo, nos finais do século IV, dão fé de que a celebração do Natal foi também rapidamente integrada na liturgia do Oriente. Certamente, influíram no afiançamento da festa as controvérsias cristológicas do século IV: no Concílio de Niceia (ano de 325) definiu-se, contra Ario, a fé na divindade de Jesus Cristo, e, passados poucos anos, já aparece a festa do Natal. A data de 25 de Dezembro, além da coincidência com as festas pagãs do Sol, pode ter também relação com a distância de nove meses que existe entre esta data e a de 25 de Março, na qual, por tradição, se acreditava que tinha acontecido quer a criação do Mundo (na Primavera) como a concepção de Jesus e também a sua morte. No calendário hispânico--moçárabe, para o 25 de Março, dizia-se: «octavo kalendas aprilis: equinoxis verni et die mundi prima, in qua Dominus et conceptus et passus est» (dia oitavo antes das calendas de Abril: equinócio da Primavera e dia primeiro do mundo, no qual também foi concebido e morreu o Senhor). Já Santo Agostinho aduzia esta tradução para o 25 de Março.

As celebrações do Natal abarcam a Missa da Vigília, de 24 de Dezembro, a recomendada Vigília prolongada de oração – a «Missa do Galo», à meia-noite –, a Missa da Aurora e a Missa do Dia. No Missal Romano, temos agora três Prefácios, cujos títulos indicam as dimensões teológicas que a comunidade cristã sublinha nesta celebração: «Cristo, luz do mundo», «Na Encarnação Cristo renova o universo» e «A admirável permuta realizada na Encarnação do Verbo».

Celebramos esta festa, não tanto como um carinhoso aniversário histórico, mas sobretudo como a presença viva do mistério deste nascimento em Belém: o Deus-connosco, agora ressuscitado e glorioso, continua a estar no meio do seu povo e comunica-lhe a graça específica do seu nascimento, acontecimento novo em cada ano: «que o Salvador do mundo hoje nascido, assim como nos comunicou a sua vida divina, nos faça também participantes da sua imortalidade» (Pós-Comunhão da Missa do Dia), com a convicção de que há um admirável intercâmbio: Deus faz-se homem para que o homem chegue a partilhar a vida de Deus (cf. oração da Missa do dia).

Fonte:

Dicionário Elementar de Liturgia - José Aldazábal

Visite nosso Ambiente Virtual de Aprendizagem

Cursos Livres Online de Formação & Capacitação em diversas áreas do conhecimento Religioso:

Teologia - Filosofia - Cristologia - Mariologia - Liturgia. Formação e Capacitação de Ministros Extraordinários, e muito mais...

Informamos a todos que nos visitam que, em breve, estaremos disponibilizando diversos Cursos Livres Online (EaD) de Formação e Capacitação em diversos níveis do Conhecimento: Religião, História, Filosofia, Teologia etc. Em Ambiente Virtual de Aprendizagem onde se poderá navegar por vários cursos com aulas, carinhosamente, elaboradas e preparadas por uma equipe de Professores, Teólogos, Historiadores e Mestres nas áreas de todos os campos do conhecimento que aqui se propõe ensinar.

Portanto, aguarde, pois, em breve as matrículas estarão abertas. Não perca esta oportunidade de aprimorar seus conhecimentos no campo da religião. Curso para Ministros Extraordinários: Palavra e Eucaristia, Acólitos, (Coroinhas), Formação de Catequistas, Formação Litúrgica e muito mais.Com direito a Certificado e tudo mais. Aguardem! e, para mais informações , por favor, entre em contato: cursosfeevida@gmail.com  Clique aqui e saiba mais, ou, se preferir obter mais informações, por favorClique aqui.

 

top